Tomografia Computadorizada: Implantodontia

A Tomografia Computadorizada por feixe conico é um exame de diagnóstico por imagem que permite avaliar a quantidade óssea tridimensionalmente. A análise completa, multiplanar e com maior precisão de todo o volume ósseo, possibilita o planejamento mais seguro e eficaz.

As imagens 3D fornecidas pela Tomografia Computadorizada revelam detalhes anatômicos importantes para o procedimento em si, quanto possibilitar o detalhamento do tratamento ao paciente, de uma maneira clara e simples.

Os principais benefícios do exame:

  1. Melhor visualização de areas anatômicas (seios maxilares, nervo alveolar inferior, forames)
  2. Avaliação de todo volume ósseo (espessura e altura óssea)
  3. Imagem utilizada para planejamento de cirurgia guiada
  4. Avaliação de toda a extensão do seio maxilar (FOV grande)

Tomografia Computadorizada: Cirurgia Oral

A Tomografia Computadorizada voltada a Cirurgia Oral tem como principal objetivo auxiliar no planejamento diagnóstico  da cirurgia de dentes inclusos, tanto em casos de rotina como em casos mais complexos. Este exame permite avaliar a relação espacial do dente impactado em relação aos outros dentes ou a estruturas nobres, diminuindo os riscos e aumentando a precisão cirúrgica.

A avaliação de 3.°s molares inferiores com relação ao canal mandibular, dentes supranumerários, lesões patológicas, dentes inclusos são algumas das indicações e suas vantagens.

A Tomografia Computadorizada por feixe Cônico possibilita ao cirugião manusear, aferir medidas, elaborar inúmeros cortes – em quaisquer planos – e reconstruções volumétricas (3Ds) das imagens adquiridas, possibilitando o total e preciso planejamento cirúrgico.

Tomografia Computadorizada: Periodontia

A aplicação da Tomografia Computadorizada por Feixe Cônico em periodontia é um método de diagnóstico aplicado a avaliação e na evolução do tratamento da periodontite.

A alta resolução e eficiência na reconstrução de imagens dos defeitos periododontais intraósseos, dos defeitos de fenestrações, deiscências e lesões de furca, permitem ao Periodontista uma avaliação mais precisa no diagnóstico da doença periodontal.

O exame de Tomografia Computadorizada apresenta maior sensibilidade do que os tradicionais exames de radiografia periapical e radiografia panorâmica na periodontite. Pode ser usada de uma forma objetiva e precisa para visualizar as modificações do osso ao longo do tempo.

Caso 1.1

Tomografia Computadorizada: Endodontia

Novas tecnologias, instrumentos e materiais conduziram a um melhor diagnóstico e a uma maior previsibilidade do tratamento endodôntico. A Tomografia Computadorizada por Feixe Cônico (TCFC) tem um papel importante no diagnóstico e planejamento destes tratamentos, pois permite uma visualização 3D e elimina as sobreposições de estruturas.

A Tomografia Computadorizada passa a auxiliar no tratamento endodôntico, no planejamento pré-cirúrgico, na identificação da morfologia e anatomia dos canais, na detecção de canais não visíveis ou acessórios, na realização de medições precisas das distâncias dos canais, na avaliação das fraturas ou traumas das raízes, nas análises e caracterização externa e interna das reabsorções radiculares assim como de reabsorções cervicais, na deteção da diferença entre cistos e granulomas ou ainda em outros tipos de lesões de cavidade.

A morfologia das raízes e a topografia óssea podem ser observadas na renderização 3D das imagens, assim como o número de canais radiculares, a sua divergência ou convergência, o seu verdadeiro tamanho, localização e extensão das lesões periapicais e a qual a raiz existe uma lesão associada.

Desta forma, podemos concluir que a TCFC conduz a um melhor planejamento da cirurgia endodôntica, levando a uma melhoria dos resultados e objetivos. A seguir, para ilustrar, apresentamos alguns casos, onde podemos evidenciar a utilização da TCFC:

Exemplo 01:

Caso 1.1

Exemplo 02:

Exemplo 03:

Caso 3.1
Ausência de tratamento endodontico no canal Palatino Dente 14 (não observado pela radiografia periapical)

Escaneamento Digital 3D: Aplicações

Escaneamento Digital 3D

A Odontologia digital é uma tendência que veio para ficar nos consultórios odontológicos e centros radiológicos.

Ao falarmos sobre digitalização dos tratamentos odontológicos, logo lembramos dos escaneamentos intraorais que ajudam no diagnóstico e planejamento. Um dos motivos que contribuem para manter este assunto em alta entre os profissionais da área odontológica são os benefícios que a implementação do fluxo digital proporciona às rotinas de trabalho.

O Escaneamento digital é um exame de alta precisão que se utiliza de uma câmera de alta resolução para captura de imagens da boca muito próximas ao real, eliminam erros manuais e a necessidade de moldagens.

O processo de escaneamento é mais confortável para o paciente do que o processo de moldagem, ou seja, proporciona uma melhor experiência de consulta para o paciente além do tempo do processo que diminui significativamente.

As principais indicações do exame de escaneamento digital são:

  • Alinhadores invisiveis em ortodontia
  • Prototipagem para confecção de aparelhos ortopédicos em odontopediatria
  • Prototipagem maxila e mandíbula em implantodontia e cirurgia

Prototipagem 3 (2)

  • Planejamento diagnóstico e análise de oclusão para todas as especialidades

A avaliação dos contatos oclusais são importantes na análise tanto previamente ao tratamento ortodôntico tanto após a finalização do caso , para uma melhor avaliação da chave de oclusão.

Além de inúmeras outras indicações como:

  • Tratamento de reabilitação oral
  • Pacientes com apertamento dental – bruxismo
  • Avaliação da causa de lesões cervicais não cariosas – abfrações dentais
  • Documentação digital da arcada do paciente – arquivo digital
  • Auxilio no planejamento diagnostico, melhor visualização e compreensão pelo paciente

Fonte: Equipe d’Marque Radiologia